English  /  Français  /  Español  /  Português

Félix Blume (França, 1984) é um artista sonoro e engenheiro de som. Ele trabalha e vive atualmente entre o México e a França.
O seu trabalho é focado na escuta e convida-nos a viver experiências sonoras que possibilitam uma perceção diferente do ambiente. Ele usa o som como material básico em peças sonoras, vídeos, ações e instalações. O seu processo é frequentemente colaborativo, trabalhando com comunidades e usando o espaço público como contexto no qual ele explora e apresenta seus trabalhos. Ele está interessado em mitos e na sua interpretação contemporânea, em diálogos humanos tanto com contextos naturais e urbanos habitados, em que as vozes podem dizer mais do que palavras.

As suas composições foram transmitidas em rádios de todo o mundo. Conquistou o prémio “soundscape” pelo seu último vídeo, Curupira, bicho do mato, e o prémio “Pierre Schaeffer”, pela sua obra Los Gritos de México, na Phonurgia Nova Awards. 

Participou em festivais e exposições internacionais como LOOP Barcelona (2015), CCCB Barcelona (2015), Tsonami Arte Sonoro Chile (2015, 2018), Fonoteca Nacional México (2016), Ex Teresa México (2016), CENTEX Chile (2017) , CTM Berlim (2017), Festival Belluard (2018), Artes Santa Monica Barcelona (2018), Bienal da Tailândia (2018) e Berlinale (2019), entre outras.

Download the Portfolio here (English)
Exhibitions here